tarte de camarão
  • Facebook

 

panaccota de lima e mel
  • Facebook

 

Se forem como eu, vão aceitar as minhas sugestões para o Dia dos Namorados e fazer um programa romântico em casa 🙂 Eu e a minha cara-metade não costumamos ir jantar fora nesse dia. Vamos em muitas outras ocasiões, datas mais nossas. No Dia dos Namorados os restaurantes costumam estar muito confusos e tenho sempre a sensação de que pagamos mais e não somos tão bem servidos. Por isso faço um menu romântico em casa. Organizo-me no dia anterior para conseguir fazer uma refeição excelente que não dê muito trabalho, principalmente se for dia de semana.
As dicas que vos deixo hoje são absolutamente deliciosas! A tarte salgada junta todos os meus ingredientes preferidos: cogumelos, camarão, espinafres e queijo! A panacotta também ficou uma maravilha, esta versão não leva açúcar, leva mel e nota-se bem o seu sabor, bem como o aroma da lima e do açafrão. É uma sobremesa muito delicada, digna de um jantar de namorados 🙂
Estes dois pratos também têm a particularidade de conter alguns ingredientes afrodisíacos. Por exemplo: o chocolate (o cacau contém feniletilamina, um estimulante que produz dopamina no cérebro, que potencia sensações de prazer e bem estar), o mel (rico em vitamina B, que ajuda à produção de testosterona), o gengibre (que é um afrodisíaco natural, aumenta a libido e acelera o metabolismo). Espero que gostem destas Dicas da Paparoca dedicadas aos namorados. Podem ver aqui mais sugestões para esta data. As Dicas da Paparoca têm o patrocínio da Candy.

Tarte folhada de camarão, cogumelos e espinafres

Ingredientes

1 placa de massa folhada redonda
250 gr de cogumelos brancos tipo Paris
150 gr de folhas de espinafres
500 gr de camarão
Sal e pimenta qb
1 colher de chá rasa de gengibre fresco ralado
2 dentes de alho
0,5 dl de azeite
1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de farinha
2 colheres de sopa de queijo mozarela ralado
1 lima

Preparação

Comece por retirar as cabeças aos camarões para fazer um caldo. Coloque-as num tacho com 0,5 l de água e deixe ferver 10 a 15 minutos. Coe e reserve o caldo.
Deite um fio de azeite numa frigideira. Quando estiver quente junte os cogumelos laminados finamente e os alhos bem picadinhos. Tempere de sal e pimenta deixe os cogumelos cozinharem. Quando estiverem prontos, junte as folhas de espinafres e misture. Os espinafres vão murchar quase imediatamente. Retifique de sal, desligue o lume e reserve.
Enquanto os cogumelos e os espinafres salteiam, faça o molho bechamel. Deite a manteiga num tacho, quando ferver junte a farinha, mexa bem e depois vá juntando o caldo dos camarões até obter um molho espesso e cremoso. Tempere de sal e pimenta. Junte o bechamel à mistura de cogumelos e espinafres, misture tudo e deixe arrefecer.
Descasque os camarões e tempere-os com umas gotas de sumo de lima, o gengibre ralado, sal e pimenta. Junte os camarões crus à mistura anterior.
Forre uma tarteira com a placa de massa folhada, deite o preparado lá dentro, cubra com o queijo ralado e reserve no frigorífico 30 minutos (a massa folhada deve ir bem fria para o forno bem quente). Pré-aqueça o forno nos 220º. Quando estiver bem quente, coloque lá dentro a tarte saída do frio e deixe cozinhar durante cerca de 20 minutos ou até ver que a massa está folhada e o queijo gratinado. Sirva com salada de canónigos ou outras folhas verdes.

NOTA: as quantidades que indico servem 4 pessoas e dão para uma tarte grande, de tamanho comum, mas também podem servir em doses individuais (pequenas tarteletes).

tarte folhada de camarão
  • Facebook

Panacotta de açafrão, lima e mel com chocolate e frutos vermelhos

Ingredientes para 4 unidades

200 ml de natas
125 ml de leite
3 folhas de gelatina incolor
2 colheres de sopa de mel
2 estames de açafrão ou um pedaço de açafrão da terra (curcuma) – usei um pedaço com cerca de 3 cm e também juntei uma colher de café de curcuma em pó
Raspa de uma lima
60 gr de chocolate + uma colher de sopa de manteiga e uma de leite
Frutos vermelhos para guarnecer

Preparação

Deite as natas, o leite, a raspa de lima e o açafrão (coloquei a curcuma cortada em pedacinhos) num tacho e leve ao lume. Quando ferver, desligue e mexa para os ingredientes se misturarem bem. Foi neste momento que adicionei um pouco de curcuma em pó. Tem que ser mesmo pouco, só para acentuar o tom amarelo, mas sem deixar o pó presente. Tenha as folhas de gelatina previamente hidratadas em água fria. Quando estiverem amolecidas, escorra-as da água e junte-as ao preparado de nata. A gelatina vai dissolver-se na nata quente. Mexa e coe para retirar os pedaços de curcuma. enquanto a nata ainda está muito quente, junte 2 colheres de sopa de mel e misture bem até o mel se dissolver. Deite este preparado em formas untadas com óleo vegetal. Leve ao frio para solidificar.
No momento de servir coloque as formas num recipiente com água quente durante uns segundos (sem deixar entrar água para dentro da panacotta). Desta forma vai ser mais fácil desenformar as panaccottas. No momento de servir derreta o chocolate em banho maria com um pouco de manteiga e leite. Regue a panacotta com o molho de chocolate e sirva com frutos vermelhos.

  • Facebook